quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Resumo do Evangelho de João

RESUMO DO EVANGELHO DE JOÃO
O livro de João fala dos milagres e discursos selecionados dentre apenas vinte dias dos três anos de ministério publico de Jesus.
Autor: (21:20-24) João, o apóstolo.
Data: Incerta. Provavelmente na última parte do primeiro século entre 69 d.C. (antes da queda de Jerusalém) e 90 d.C.
Propósito principal: Inspirar a fé em Jesus Cristo como o filho de Deus.
Texto Chave: “estes, porém, estão escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome”. (20:31)

PARTICULARIDADES:
1. É considerado por muitos como o livro mais profundo e mais espiritual da Bíblia.
2. Nele, Cristo dá uma revelação mais completa de si mesmo e de Deus Pai que não se encontra em nenhum dos Evangelhos sinóticos:
(a) De sua pessoa e seus atributos, Veja os “eu sou de Cristo".

(b) De sua divindade, 1:1; 10:30-38; 12:45; 14:7-9; 16:15.
(c) Da obra do Espírito Santo.
(d) De sua própria comissão divina. Por exemplo, no capítulo quinto ele declara seis vezes consecutivas que foi enviado por Deus - nos versículos 23, 24, 30, 36, 37, e 38.
(e) Da paternidade de Deus. Cristo fala de Deus como “o Pai mais de cem vezes". Deus é o Pai espiritual, 4:23; ele é o Pai doador da vida, 5:21; a mensagem é do Pai, 7:16; o Pai é maior do que todos, 10:29; as obras são do pai, 14:10; Deus é o Pai interior, 14:23; o Pai santo, 17:11; o Pai justo, 17:25, etc.
3. Talvez a mais notável de todas as características distintivas de seu Evangelho seja o fato de que mais da metade do espaço do livro seja dedicada a eventos da vida de Cristo e suas palavras durante seus últimos dias.
4. Discursos e conversas encontrados, só em João
- a conversa com Nicodemos, 3:1-21; com a mulher de samaria, 4:1-26; o discurso aos judeus na Festa dos Tabernáculos, 7:14-39; 8:3-58; a parábola do bom pastor, cap. 10, a série de instruções privadas aos discípulos, as palavras consoladoras e a oração intercessora, caps. 14-17; o encontro com os discípulos no mar da Galiléia, cap. 21, etc.
5. João registra oito milagres de Cristo (Além do milagre da ressurreição) para provar sua divindade. Seis destes se encontram, só neste Evangelho. A água transformada em vinho, 2:1-11; a cura do filho do funcionário do rei, 4:46-54; a cura do homem no tanque, 5:1-9; o cego de nascimento, 9:1-7; a ressurreição de Lázaro, 11; a segunda pesca milagrosa 21:1-6.
6. Duas grandes correntes de pensamento fluem através do livro, as quais é proveitoso seguir.
(a) Fé: 3:16-18; 5:24; 6:29, 40; 7:38; 8:24; 10:37-38; 11:25-27; 12:46; 14:12.
(b) Vida eterna: 3:15, 16, 36; 4:14; 5:24; 6:27, 51; 11:26; 12:50; 17:3; 20:31.
“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça mais tenha a vida Eterna”. (Jo 3:13)

Um comentário:

André Luiz Kitaoka Garcia disse...

A REFERÊNCIA JO 3:13 NÃO CONDIZ COM O VERSÍCULO CITADO.